26 de outubro de 2015

História: Jeremy - Pearl Jam


Jeremy é uma música da famosa banda de grunge Pearl Jam. Lançada em 1992, como terceiro single do álbum Ten, o primeiro da banda, Jeremy teve sua letra escrita pelo vocalista Eddie Vedder e a parte instrumental foi feita pelo baixista Jeff Ament.

No entanto, não é essa história que quero contar para vocês hoje. Quero contar os fatos por trás dessa letra um tanto quanto perturbadora...


Jeremy realmente existiu. Seu nome completo era Jeremy Wade Delle, nascido na cidade de Richardson, no estado do Texas, em 1975.

Jeremy tinha sido transferido de umas escola em Dallas para Richardson havia apenas quatro meses e foi descrito pelos colegas com alguém tímido, que agia estranho às vezes e parecia que carregava uma tristeza muito grande.

O resultado desse comportamento veio no dia 8 de janeiro de 1991. Jeremy chegou atrasado na escola e sua professora de Inglês, Fay Barnett, pediu que ele fosse até à diretoria e pedisse uma autorização para assistir sua aula, devido ao atraso.

Ao retornar para a sala, Jeremy disse: "Eu peguei o que eu realmente queria pegar", colocou uma Magnun calibre .357 na boca e puxou o gatilho na frente da professora e dos 30 colegas de classe, antes mesmo que qualquer um deles pudesse tomar uma atitude para impedir tal ato.

Vários colegas relataram como era comportamento de Jeremy na escola. Lisa Moore, que na época tinha 16 anos, relatou: “A gente ficava trocando bilhetes [na sala de suspensão], e ele falava da vida e coisas assim. Ele assinava todos os bilhetes com ‘Responda’, mas na segunda-feira, ele escreveu, ‘Até mais tarde’. Eu não sabia o que pensar daquilo. Mas nunca imaginei que isso fosse acontecer”.

O policial responsável pelo caso disse que Jeremy tinha tudo premeditado, pois havia deixado um bilhete suicida com um colega (que não teve seu conteúdo revelado) e também já tinha pedido ajuda ao seu pai. O mesmo policial, na época, informou que não se sabia como Jeremy tinha conseguido a arma.



Após o lançamento da música, Eddie Vedder se pronunciou sobre a canção: “A música veio de uma pequena manchete num jornal. […] você se mata e faz o maior sacrifício que poderia fazer, sacrificando sua própria vida e seu futuro tentando assim se vingar de tudo, da própria vida, de todos… Mas tudo que se pode conseguir fazendo isso é virar uma manchete de jornal, como aconteceu com Jeremy. […] ele se matou e nada mudou, nada muda.. O mundo continua e você se foi. A melhor vingança é viver, e provar a você mesmo que você é capaz. Seja mais forte que essas pessoas. Então você pode dar as costas e ver como o mundo mudou.”


O clipe original da música nunca conheceu a luz do dia. Dirigido e pós produzido por Chris Cuffaro, que vendeu boa parte de seus bens para financiá-lo sozinho, tinha partes com o ator Eric Schubert, interpretando Jeremy, e algumas imagens da banda. O clipe infelizmente não foi aprovado pela gravadora e só pode ser visto em cópias piratas.

Já o clipe oficial foi dirigido por Mark Pellington e dá um foco maior para o ator Trevor Wilson como Jeremy e em Eddie Vedder, com aquela maravilhosa paixão e emoção ao cantar que ele tem prazer em transmitir.

O vídeoclipe deu grande notoriedade à música e passou incansavelmente na MTV, se tornou um hit e chegou a ganhar quatro MTV Video Music Awards, inclusive o de "melhor vídeo do ano".

Espero que tenham gostado desse post um pouco mais "sério" e explicativo. Tem alguma música que vocês gostariam de ver a história dela aqui no blog? Deixem aqui que nos comentários!!

Obrigada pela visita e volte Sempre às Quatro!

3 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada pelo carinho! Volte Sempre às Quatro!

      Excluir
  2. legal um garoto simples que queria apenas se sentir melhor sem o mundo lhe condenando

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publi Nosso de Cada Dia