9 de março de 2016

Bom Dia, Vietnã


Bom Dia, Vietnã é um filme de 1987 que se passa em 1965, durante a Guerra do Vietnã. Como eu sabia que os Estados Unidos tinham lutado e perdido feio nessa guerra, fiquei sem entender as cenas que mostram a paz entre o exército americano e os vietnamitas. Juro que não fugi da escola, mas preciso confessar que não me lembro nem de ter estudado a fundo esse assunto. Como gostei muito do filme e queria entender melhor a realidade histórica que está por trás, fiz algumas pesquisas e posso contar tudo para vocês!

Antes da Segunda Guerra Mundial, Vietnã, Laos e Camboja pertenciam à França. Durante a Guerra eles foram atacados pelo Japão e se organizaram pra combatê-lo. Com o fim da Guerra, essa organização continuou, mas com o objetivo de se tornarem independentes da França. E foi o que aconteceu, no entanto o Vietnã ficou dividido entre Vietnã do Norte, que era socialista e Vietnã do Sul, que era capitalista. 

Em 1956 haveria uma votação para que o povo decidisse ou não pela unificação do país, mas em 1955 o lider capitalista deu um golpe e tornou o sul independente do norte, começando assim a Guerra do Vietnã. Então com sua enorme mania de entrar nos assuntos dos outros, os Estados Unidos entrou na Guerra do Vietnã do lado do Vietnã do Sul, apoiando o capitalismo, que era seu interesse principal...

Agora podemos falar do filme!

Bom Dia, Vietnã se passa em 1965 na cidade de Saigon, onde há uma base do exército americano com funções bem definidas, inclusive uma rádio que tem uma programação bem séria, com músicas e comentários pré aprovados pelos superiores responsáveis.

Foto: Divulgação

E é ai que nosso saudoso Robin Williams entra na história, como  Adrian Cronauer, um DJ muito diferente do convencional. Adrian começava seu programa sempre com um caloroso e bem humorado "Bom Dia, Vietnã", sem papas na língua falava o que queria e sempre tocava músicas "proibidas".

Além disso, Cronauer se apaixona por uma jovem vietnamita e conta com a ajuda do irmão dela e seu melhor amigo para conseguir encontros e conquistar o coração da moça. Mais tarde Adrian descobre que seu amigo na verdade é um vietcongue (nome dado aqueles lutavam a favor do Vietnã do Norte) o que lhe causou problemas com o exército.

Por não aceitar o controle excessivo do exército, Cronauer arruma muitos inimigos e é perseguido por seus colegas que tentam sabotá-lo, fazendo-o passar por diversas situações desagradáveis.

O verdadeiro Adrian Cronauer e Robin Williams

O filme é baseado em uma história real e rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Ator para Robin Williams. Segundo o verdadeiro Adrian Cronauer, apenas 45% do filme realmente aconteceu e que se ele se comportasse como o personagem de Robin Williams, ele provavelmente teria enfrentado a Corte Marcial.

Tenho que dizer que esse filme me trouxe uma sensação bem nostálgica e um sentimento estranho por saber que Robin não irá mais atuar em novos filmes. Com certeza ele é um ator que deixou saudades!

Você também sente saudades de Robin Williams? Gosta desse filme? Deixe nos comentários a sua opinião!

Obrigada pela visita e volte Sempre às Quatro!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publi Nosso de Cada Dia