25 de março de 2016

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças

brilho eterno de uma mente sem lembranças

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (Eternal Sunshine Of The Spotless Mind, 2004) é um filme difícil de classificar: tem um tom de ficção científica, drama e comédia romântica, tudo com a dose certa!

Michel Gondry, diretor do longa, reuniu um elenco incrível para dar vida à sua obra prima: Kate Winslet, Mark Ruffalo, Elijah Wood, Kirsten Dunst são alguns deles, mas uma das minhas maiores surpresas foi ver o Jim Carrey fora de um contexto totalmente comédia e dar um show de interpretação em um drama.

brilho eterno de uma mente sem lembranças
Foto: Divulgação

Joel Barish (Jim Carrey), em um certo momento, descobre por intermédio de um amigo que Clementine Kruczynski (Kate Winslet) apagou todas as memórias que possuía dele. Os dois foram namorados e chegaram a morar juntos, mas como qualquer relacionamento, sofreu o típico desgaste da convivência e chegou a um fim.

Da mesma maneira que Clementine, Joel marca um horário para conhecer os serviços empresa Lacuna Inc. que propõe apagar todas as memórias que o paciente tem sobre determinado tema, seja um animal de estimação, um fato aleatório e, claro, relacionamento. Basta a pessoa recolher de sua casa tudo que lembre a pessoa (roupas, fotos, canecas, anotações), se submeter ao procedimento de apagar a memória e, na manhã seguinte, tudo estará como novo.

brilho eterno de uma mente sem lembranças
Foto: Divulgação

Em segundo plano, mas não menos importante, conhecemos os funcionários da empresa que fazem o procedimento nos pacientes. Mary (Kirsten Dunst) é secretária do Dr. Mierzwiak (Tom Wilkinson), dono da clínica, e Stan (Mark Ruffalo) e Patrick (Elijah Wood) são os funcionários que fazem o "trabalho de campo", podemos dizer.

A partir daí, quando Joel se submete ao procedimento, temos acesso às lembranças de Joel e Clementine quando namorados. Lembranças felizes, embaraçosas e desagradáveis nos são apresentadas e apagadas ao mesmo tempo, mas Joel se mostra resistente ao perceber que Patrick, funcionário da empresa, está usando suas memórias e referências para conquistar Clementine, e ele descobre que quer manter essas memórias. Resta, então, lutar contra o procedimento já em andamento.

brilho eterno de uma mente sem lembranças
Foto: Divulgação

O longa recebeu duas indicações ao Oscar de 2005, sendo Melhor Atriz  para Kate Winslet e  Melhor Roteiro Original, sendo premiado na última categoria, além de 4 indicações ao Globo de Ouro e 6 indicações ao BAFTA, vencendo as categorias Melhor Roteiro Original e Melhor Montagem.

Trata-se de um filme confuso no início (pelo menos pra mim! Hahaha), mas é muito fácil se apaixonar pelo casal e pelo tema não tão comum do filme. E só a atuação do Jim Carrey compensou toda a minha confusão no início do filme! Hahaha


Já assistiu esse filme? Gosta do Jim Carrey em drama? Deixe sua opinião nos comentários! ;)


Obrigada pela visita e volte Sempre às Quatro!

4 comentários:

  1. Esse filme é sensacional em tantos leveis. Ele é utilizado em aulas de psicologia como análise, tem tantas camadas que é apaixonante como entretenimento (como você é disse, é tão fácil gostar com o casal protagonista) como em uma análise mais profunda. É lindo.

    www.saborabsinto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vanessa. Eu indiquei pra uma amiga que faz psicologia porque achei a cara dela, talvez seja influência do curso! Hahaha Também considero esse filme sensacional!

      Excluir
  2. O filme parece ser muitoo bom! Vou assistir rápido! Mark e Jim juntos <3
    Ps. O Jim Carrey é simplesmente MARAVILHOSO em todos os sentidos

    WWW.NOSSACANCAO.WORDPRESS.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você é tão apaixonada assim pelo Jim carrey, vai querer casar com ele depois desse filme! Hahaha
      Volte Sempre às Quatro!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publi Nosso de Cada Dia