23 de maio de 2016

Meia Noite Em Paris

meia noite em paris

Meia Noite Em Paris (2011) é daqueles filmes bobinhos, que a gente assiste pra passar o tempo e não dá nada por ele, mas no final acaba se apaixonando. Não sei se foi o elenco, ou a história em si, mas eu adorei o filme.

O filme, que foi roteirizado e dirigido por Woody Allen, conta a história de Gil Pender (Owen Wilson), um bem sucedido roteirista hollywoodiano, que se sente frustrado com sua profissão e  que pretende abandonar sua carreira para se tornar um escritor de literatura.

Ao viajar para Paris, com sua noiva Inez (Rachel McAdams), para encontrar com os sogros, Gil percebe que seu desejo é realmente se tornar um grande escritor, mesmo que sua noiva reprove essa ideia.


meia noite em paris
Foto: Divulgação

Gil sempre teve muito carinho por Paris e sempre se imaginou vivendo lá na década de 20, o que faz com que Inez o trate de forma grosseira, já que ela quer viver o presente e não imaginar o passado.

Em Paris, eles se encontram com Paul (Michael Sheen) e Carol Bates (Nina Arianda), um casal de amigos de Inez, que guarda uma grade admiração por Paul e, em função disso, muda todos os planos do casal para estar sempre perto do amigo.

Inez é uma pessoa chata, insuportável eu diria, e sempre que está com Paul faz questão de rebaixar a inteligência de Gil, assim como criticar seu sonho de ser um grande escritor, demonstrando sempre que acha Paul uma pessoa superior ao seu noivo.


meia noite em paris
Adriana (Marion Cotillard ) e Gil Pender (Owen Wilson)
Cansado desse comportamento, Gil decide passear pelas ruas de Paris a noite para esquecer as atitudes da noiva e pensar um pouco sobre seu livro. Durante sua caminhada ele se perde e decide ficar um tempo sentado nas escadarias de uma igreja e é então que a magia do filme começa. O sino toca meia noite e um misterioso carro se aproxima das escadarias, pessoas até então desconhecidas convida Pender a entrar.

Quando chegam ao destino, Gil percebe que não está mais em 2010 e sim nos anos 20 que ele tanto idolatra. A partir daí, ele encontra diversas celebridades dessa época, como Scoot e Zelda Fitzgerald, Ernest Hamingway, Pablo Picasso e a linda Adriana (Marion Cotillard).

Pender se apaixona por Adriana e fica dividido entre a década de 20 e a sua realidade. A partir daí começa seu dilema entre viver junto dos artistas que tanto admira e ao lado da mulher que ama ou voltar para a realidade e se casar com sua noiva...

meia noite em paris
Guia do museu (Carla Bruni) e Gil Pender (Owen Wilson)

Em 2012, "Meia Noite em Paris" concorreu ao Oscar de melhor direção de arte, melhor direção e melhor filme, além de ganhar o prêmio de melhor roteiro original. O longa também foi o primeiro de Woody Allen a ser 100% rodado na França e contou com uma participação de Carla Bruni, ex-primeira dama da França, que interpretou uma guia de museu.

Pra quem ainda não assistiu o filme, corre na Netflix que ele está disponível por lá! E pra quem já assistiu, deixe sua opinião nos comentários.


Obrigada pela visita e volte Sempre às Quatro!

4 comentários:

  1. Ótima dica!
    Apesar de eu estar com cada dia menos paciência para o Owen Wilson, o filme é mesmo uma boa pedida. Ainda mais com feriado chegando :)

    Beijos

    Yellow Ever Shine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não ando com muita paciência para o Owen, mas tanto esse filme quanto o Horas de Desespero que já falei aqui no blog, fogem muito daquelas comédias idiotas e completamente previsíveis e mostra outro lado dele como ator.
      Espero que goste do filme!
      Obrigada pelo carinho e volte Sempre às Quatro!

      Excluir
  2. Eu adoro esse filme por motivo de: imagina estar no meio da rua e do nada ser transportado no tempo e conhecer diversos artistas que você admira? É fantástico! É um roteiro muito bom mesmo, e mereceu o Oscar!
    Só não gosto que a Rachel McAdams faz papel de chata... Adoro ela!
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltar no tempo realmente seria uma experiência e tanto! Nem sei para que época eu gostaria de ir! *.*
      E quanto a Rachel, eu acho ela um pouco chatinha, então na minha opinião o papel caiu como uma luva para ela! Hahahaha
      Obrigada pelo carinho e volte Sempre às Quatro!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publi Nosso de Cada Dia