12 de outubro de 2016

Luke Cage

Luke Cage

Feriado no meio da semana tem cheiro de não posso ir badalar hoje porque amanhã trabalho. O que me resta? Colocar as séries em dia, é claro! E hoje, obviamente, não tem como ser diferente aqui no blog. Que tal conhecer essa série que eu não dava nada por ela sinceridade always, mas até que eu gostei!?

Luke Cage faz parte da parceria Marvel/Netflix, que, em companhia com Demolidor, Jessica Jones e Punho de Ferro (com previsão de lançamento para 17 de março \o/), formarão o tão aguardado grupo (e outra série) Os Defensores. Vale destacar, pela enésima vez, que não sei por onde passa essas histórias nas HQ's, eu sempre julgo como mera expectadora de uma série normal, ok? Não me matem! :)

Luke Cage
Luke Cage

Então, como contei anteriormente, não estava com expectativa (lembra de Jessica Jones?), mas queria assistir porque pretendo assistir Os Defensores. Na verdade, a historinha do homem com a pele impenetrável não me atraía, mas eu sou teimosa, né? Pois bem. Até o quinto episódio, mais ou menos, a série estava normal. Nada me chamava tanta atenção a ponto de me fazer querer assistir vorazmente, sabe? Mas a única coisa impecável, até então, era a música. Músicas incríveis, Jazz, blues, cantadas por negros incríveis na Harlem's Paradise. Dá até vontade de ir naquela boate, mesmo correndo o risco de levar uns tiros.

Luke Cage se passa em Harlem, um bairro de Nova Iorque (lembra de Hell's Kitchen?). Harlem é um bairro negro que sofre os típicos problemas de qualquer bairro, mas aumentados pelo simples fatos de abrigar pessoas negras. Brigas de gangues, conflitos entre facções, dentre outros. Mas Harlem abrigava uma incrível boate, a Harlem's Paradise, que pertencia a Mama Mabel, uma mulher conhecida por ser envolvida em vendas de armas, prostituição, assassinatos de leves e tudo mais que ela podia (menos tráfico de drogas, aí seria demais). Mas agora, a boate pertence ao seu sobrinho Cornell Stokes (Mahershala Ali), vulgarmente chamado de Boca de Algodão (ou Cottonmouth, se preferir), que agora continua os negócios da família, associados à música, que é sua paixão.

Cornell Strokes - Cottonmouth
Cornell Strokes - Boca de Algodão (Cottonmouth)

Com o dinheiro de seus negócios, Cornell financia a campanha de sua prima vereadora, Mariah Dillard (Alfre Woodard), gente BONÍSSIMA! Pensa numa vereadora corrupta, mas que usa o fato de pertencer ao Harlem para se promover em cima dos mais necessitados. É indiscutível o fato dela ser inteligentíssima, mesmo sendo do lado errado das coisas. Amo e odeio ela ao mesmo tempo!

Luke Cage (Mike Colter), nosso homem da pele impenetrável, vive no anonimato, trabalhando durante o dia na Pop's Barber Shop, a barbearia do Pop, e à noite na cozinha da Harlem's Paradise. Mas, após certos acontecimentos, Luke decide usar suas habilidades para lutar contra o pior das ruas e desmascarar nossos migos Mariah e Cornell ao mesmo tempo. Aí o negócio fica bom!

Mariah Dillard - Luke Cage
Mariah Dillard

MAS, o que eu gostei mesmo, foram as personagens femininas. Quando lançaram Jessica Jones, só falavam que era uma série que demonstrava o poder feminino e não sei o que. Eu, particularmente, achei ela péssima. Girl Power mesmo eu vi em Luke Cage. Além da Mariah Dillard, sobrinha da Mama Mabel, que são duas mulheres fortíssimas, mesmo que não seja pra coisas boas, me apaixonei pela Misty Knight (Simone Missik). Pensa numa detetive negra, linda, inteligente, que me lembrou bastante o Will Graham de Hannibal sdds. Essa mulher derrubou vários forninhos! Mesmo nos momentos difíceis da personagem, eu não conseguia deixar de me sensibilizar por ela.

Misty Knight - Luke Cage
Misty Knight

E minha paixonite de todas as séries, é claro, não podia me decepcionar. Claire Temple (Rosario Dawson) marca presença em mais da metade da série, com a participação super especial da brasileira Sônia Braga como sua mãe. Claire e Luke, nos quadrinhos (isso eu sei) tiveram um namorico, digamos assim. Mas, na série, eu não achei que os dois tiveram tanta química, sabe? Não sei se porque na primeira temporada de Demolidor a Claire e o Matt quase me mataram, senti falta de tudo aquilo aqui, sabe? Mas nada que tire o brilho da Claire MARAVILHOSA.

Claire Temple - Luke Cage
Claire Temple

Pra não falar que eu só gostei das personagens femininas, vos apresento meu personagem macho favorito: Shades. Dá pra perceber que é gente da pior espécie, mas você sabe como eu sou com gente que não presta, né? Shades trabalha para o Kid Cascavel, que é o fornecedor de armas do nosso amigo Boca de Algodão. Durante um bom tempo ele só é mencionado na série, mas quando ele aparece as coisas ficam bem mais interessantes. Por motivos de foi muito melhor conhecer a fisionomia do Kid Cascavel na série, vou te poupar de qualquer possível spoiler :) Mas que o Shades é legal, ele é! ;)

Shades - Luke Cage
Shades

Como quis falar demais dos demais personagens e quase não falei do protagonista, deixo a seguinte observação: ao longo da série a gente conhece um pouco do experimento que o tornou o que ele é hoje, alguns momentos na prisão (mesmo sem entender qual motivo que o levou pra lá até agora). Não é a melhor série que eu assisti, mas não é a pior. É legal se você quer acompanhar essa saga dos Defensores, e mais legal ainda se você quer ver que a série do fortão é cheia de mulheres fodas! \o/

Assista abaixo ao trailer da série:


Não se esqueça de comentar o que achou da série, caso tenha assistido. Se ficou com vontade de assistir ou se vai fugir porque não te agradou nem um pouco. Vamos tc?

Obrigada pela visita e volte Sempre às Quatro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publi Nosso de Cada Dia