22 de março de 2017

A Bela e a Fera


Recentemente estreou no Brasil o tão esperado live action de "A Bela e a Fera" protagonizado pela diva maravilhosa da Emma Watson!

Domingo passado, dia 19, eu corri para o cinema com as expectativas lá em cima e sai do cinema completamente apaixonada! Se alguém me mandar escolher um único filme para assistir pro resto da vida a resposta atualmente com certeza seria "A Bela e a Fera"!

A história do filme eu acredito que todo mundo conhece! Tudo se passa em uma pequena vila na França, onde Bela (Emma Watson) é criada por seu pai, Maurice (Kevin Kline) e é super peculiar. É a unica garota que sabe e gosta de ler, é a unica que não se interessa pelo Gaston (Luke Evans <3), que é o bonitão da vila e por ai vai...


Certo dia, em uma das viagens de seu pai, Bela faz o mesmo pedido de sempre: uma rosa. Porém dessa vez tudo muda. 

Durante uma tempestade, Maurice se perde e acaba chegando a um castelo maravilhoso, onde a porta abre sozinha, o jantar é misteriosamente servido e a xícara fala! Assustado, ele sai correndo para procurar o caminho para casa e ao se deparar com um roseiral, se lembra do pedido de Bela. Quando Maurice arranca a rosa, a Fera (Dan Stevens) que habita o Castelo aparece e o condena à prisão perpétua pelo furto.

Bela preocupa com o pai, vai em busca do mesmo e ao chegar no Castelo ela troca de lugar com ele e assume o lugar na prisão. Porém os "funcionários" do Castelo têm um plano: fazer a Bela e a Fera se apaixonarem e dessa forma quebrar o feitiço que os castiga.

Eu nunca fui a maior fã de todas das princesas da Disney, mas "A Bela e a Fera" sempre foi a minha história favorita e quando fiquei sabendo que ia ter um live action com a Emma, simplesmente fiquei apaixonada pela ideia e sai do cinema ainda mais apaixonada por tudo.


O figurino e a fotografia estão simplesmente sensacionais. O figurino combina com os personagens e com a França do século XVI/XVII, que é a época em que a história se passa. E a fotografia trabalha muito bem com as emoções trabalhadas pelo filme!

A atuações não são as melhores que já vi na vida, mas com certeza convencem muito bem e nos envolve na história de uma forma muito linda! <3

Eu vi muita gente reclamando dos cortes do filme, falando que tem muitos e que as coisas acontecem muito rápido. Bom, o filme tem 2 horas de duração. Se fosse pra colocar mais informações do que as que foram vistas e substituir os cortes por diversos planos sequencias, tudo que íamos ter era um filme no estilo "O Hobbit": uma história incrível, que foi feita com o único intuito de ganhar dinheiro e no final virou só um filme ruim de 3 horas de duração, cheio de informação inútil... :)


Sobre a trilha sonora, eu preciso dizer que eu conhecia ela todinha antes de ir ao cinema graças à playlist no spotify. E isso não estragou a minha experiência, aliás só fez tudo ser mais incrível. Eu conhecia as músicas, mas não sabia onde ela se encaixava e na hora do filme ver a música naquela cena específica foi muito legal, além do fato de eu já saber cantar as músicas ter feito o filme ficar ainda mais interessante!

Spoiler Alert!


Precisamos falar sobre LeFou (Josh Gad). Polêmico e incrível LeFou! Pouco antes da estréia do filme aqui no Brasil, começou a pipocar notícias de que ele tinha sido boicotado num cinema nos EUA, em outro na Rússia e por ai foi... Seguindo a minha tradição de ir ao cinema sabendo o mínimo possível eu não sabia da existência de um personagem gay no filme e descobri isso com essas notícias.

Depois que eu descobri isso, eu continuei sem procurar coisas a respeito do filme e fui ao cinema sem saber quem era o personagem gay...

Assim que LeFou apareceu, de cara eu soube que ele era o personagem gay. Mesmo se não tivesse gerado toda essa polêmica, eu saberia que LeFou é gay. E o que eu achei sobre isso? Fantástico!


Eu vi muita gente reclamando que é um filme infantil, que crianças não devem ficar expostas a esse tipo de conteúdo e tudo mais... Bom, se você não quer que seu filho fique exposto à pessoas gays:
1º) Você é um babaca;
2º) Tranca sua criança em casa, porque na rua, na escola, no parquinho, na praça, em qualquer lugar que ela for, ela vai estar sujeita a encontrar com todo o tipo de diversidade, inclusive com pessoas gays!

Eu pessoalmente sou contra o fato de ter sexo explicito e coisas do gênero em filmes infantis. Independente de quem está fazendo sexo ser um casal hétero, lésbico, gay... LeFou passa longe disso! Eu percebi que ele é gay, você vai perceber, todo mundo vai perceber, mas a criança vai ver que ele é mais "feliz", mais "extrovertido" e completamente normal! E isso é incrível, porque o personagem gay não é apelativo e ainda por cima ensina que é normal ser gay! *.*

E para terminar esse post ENORME eu não vou deixar umas batatas para vocês 9GAG feelings, mas vou deixar vocês com essa foto maravilhosa do Gaston (Luke Evans), LeFou (Josh Gad) e Fera (Dan Stevens) em frente ao Castelo de A Bela e a Fera:


E também com a música tema que ficou maravilhosa:


E você? Já viu "A Bela e a Fera"? O que achou? Me conta aqui nos comentários!

Obrigada pela visita e volte Sempre às Quatro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publi Nosso de Cada Dia