14 de junho de 2017

A Guardiã de Histórias


No meu último post aqui no blog eu falei a respeito da autora Victoria Schwab. Comentei que já havia lido um livro dela e adorado sua escrita, então hoje eu vou contar mais para você sobre esse tal livro.

Em "A Guardião de Histórias", temos uma outra visão do mundo dos mortos. Nesse universo, aqueles que já faleceram repousam em estantes, assim como livros e são chamados de Histórias.

Mackenzie Bishop, ou Kenzie para os mais íntimos, é uma Guardiã, seu trabalho é impedir queas Histórias que acordam fujam do Arquivo, a grande biblioteca em que deveriam descansar em paz por toda a eternidade.

Ao acordarem, antes de atingirem o mundo dos vivos, as Histórias precisam passar pelos Estreitos e é lá que Mackenzie atua.


No entanto, uma tragédia familiar e um novo começo faz com que Kenzie e sua família se mude para um antigo hotel que agora se tornou um prédio residencial. Porém o que Kenzie não podia imaginar é que tal edifício está envolto em muito mais mistério do que ela pensava.

Quando o Arquivo começa a sofrer ataques e pode desaparecer, levanto consigo tudo de mais importante na vida de Makenzie, ela precisa correr contra o tempo para evitar que o pior aconteça.

Apesar de contar com 315 páginas, "A Guardiã de Histórias" tem uma escrita tão fluída e tão gostosa que te prende e te fazer ser capaz de ler o livro em poucas horas.

Victoria Schwab tem o dom de te colocar dentro da história e te fazer sentir como um personagem de seu livro. Cada descoberta se torna sua descoberta e precisa desesperadamente saber o final de tudo.


Eu amei muito todo o livro e arrisco dizer que Victoria pode se tornar minha autora favorita do ano, então não se assustem se ela começar a aparecer aqui com mais frequência!

Você já leu algum livro dessa autora? Tem algum no mesmo estilo para me indicar? É só comentar, vou adorar conhecer sua opinião!

Obrigada pela visita e volte Sempre às Quatro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publi Nosso de Cada Dia